Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

sábado, 16 de julho de 2016

Do Amor e do Amar



Artigos

Do Amor e do Amar

Suely Caldas Schubert  

"Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo." (Jesus)

Amor: Tema preferido dos poetas, compositores, artistas, escritores e religiosos. Tema central de buscas humanas. Quando se faz presente, dulcifica as criaturas e transborda em ações altruísticas, expandindo-se e multiplicando-se, atendendo à vida em todas as dimensões. Aquele que o sente em plenitude destaca-se, naturalmente, como um astro que tem luz própria e refulge em meio às sombras da ignorância humana. Seu brilho atrai e magnetiza as almas como um convite silencioso, mas que reverbera no íntimo dos que estão sintonizados. E do amor e do amar, o fluxo e refluxo da vida se torna estuante de beleza e paz para os que se identificam com a harmonia cósmica que vibra em todo o Universo. Amor. Os que não o conhecem têm em seu lugar a frieza e a indiferença, sombrias vielas por onde transitam a crueldade e as torpezas. A sua ausência abre campo à miséria moral e física, trazendo ao coração a solidão de um imenso e árido deserto.

A busca do amor, entretanto, é um dos impulsos do ser humano.

A trajetória do Espírito, desde a sua criação, é uma constante procura de algo abstrato denominado felicidade, em cuja essência vige o amor.

O espírito traz consigo, em germe, emoções que se expressarão em seu caminhar evolutivo, as quais deve aprender a administrar e burilar. Lenta é essa estrada, difícil o aprendizado, contudo, este se torna extremamente enriquecedor à medida que se vai experienciando a vasta gama de emoções que lhe são inerentes.

Apesar disso, raiamos o Terceiro Milênio sem um conhecimento e vivência maiores a esse respeito e, por isso mesmo, sofre a Humanidade os desequilíbrios que defluem da ausência do amor e a conseqüente incapacidade de amar dos seres humanos.

O panorama mundial, se observado a um primeiro olhar, é desolador e duvidamos da possibilidade de se conseguir reequilibrar o caos espiritual e moral que parece predominar em toda parte.

E nos perguntamos, como modificar e consertar esse quadro definitivo ? Como mudar esse curso tortuoso? Será que há jeito de melhorar essa conjuntura caótica ? Qual o melhor caminho ? O que fazer ? Qual a diretriz acertada ?

Isto nos remete à questão 635 de O Livro do Espíritos - "Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo ? " Os benfeitores da Vida Maior responderam : "Jesus".

Ele próprio disse: "- Eu sou o Caminho da Verdade e da Vida e ninguém vem ao Pai senão por mim."

Temos o caminho, o roteiro, temos conosco o legado que Ele deixou e aprendemos a lei áurea que impera em todas as comunidades planetárias: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a sim mesmo."

A mensagem é perene. É para todos os tempos e além do tempo. Transcendente, permanece viva e com tanta atualidade que se se tornasse presente nas ações de cada indivíduo revolucionaria todos os paradigmas que imperam e norteiam os diversos campos do conhecimento humano. Jesus falou para o futuro - que se constrói agora.

Ao preconizar na regra áurea que devemos amar, isso significa que o amor existe latente em cada um dos filhos de Deus. Temos assim a possibilidade de amar.