Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

domingo, 31 de julho de 2016

Casamento na Visão Espírita -

Casamento na Visão Espírita -

1 - O que seria, verdadeiramente, o casamento, segundo a visão que a Doutrina Espírita nos apresenta?

A união de duas pessoas que se reencontram para auxiliarem, mutuamente, em busca do progresso. No entanto, no casamento, normalmente, chegam os filhos, espíritos que Deus nos confia nesta vida para cumprirmos a função de pais e, com isso, possibilitarmos o ambiente e estímulo necessário ao seu adiantamento. Portanto, uma vez que envolve tamanhas responsabilidades, o casamento deve e precisa ser baseado no amor, antes de tudo, no respeito, afinidade, na amizade, no compromisso, na cumplicidade para o bem na intenção, enfim, de levar uma vida conjunta.

2 - Quais os requisitos necessários para que uma relação se configure efetivamente como um casamento?

Creio que deve existir a base que falamos acima. Deve-se lembrar ainda do compromisso mútuo, envolvimento, objetivos afins de vida.

3 - Quais as responsabilidades que um casamento implica aos cônjuges, tanto material, quanto moral e espiritualmente?

O que dá pra pensar neste momento é o "caminhar junto" nos 3 níveis, procurando se apoiarem mutuamente.

4 - Qual a finalidade do casamento?

Além da "união dos sexos para operar a renovação dos seres que morrem" (ESE, cap.XXII, item 2), devemos pensar que não fomos feitos para sermos ou vivermos sozinhos. Desde sempre precisamos de alguém até para sobreviver. Não que a solidão não seja produtiva ou enriquecedora, ou mesmo, uma forma de se viver nesse mundo, quando não se veio para se ter a experiência do casamento. Contudo, não coloco isso em questão. Até mesmo quando vivemos "sozinhos", há sempre um amigo, um irmão ao qual devotamos nossos sinceros sentimentos de afeição e ao qual solicitamos, muitas vezes, conselhos, palavras, carinho. Creio que a finalidade é o enlace das almas, a comunhão dos seres pautada no amor e de modo permanente, acredito nisso. Contudo, meus amigos, não me lembro o livro e nem se foi em um livro, mas já tive informação de que há 3 tipos de casamentos: 1-por resgate; 2-por fraternidade e 3-por afinidade; este último seria o mais difícil de ocorrer no nosso planeta, embora me basiei nele para falar aqui. Essa classificação achei lógica e é o que entendemos e vemos realmente, entretanto, gostaria que confirmassem ou não esta informação, se fosse possível, e até, se for livro, fornecesse a bibliografia.

Desculpem, sei que é pequena a contribuição, mas, mesmo assim, não gostaria de deixar de participar como fiz na semana passada. Foi o que pude pensar neste momento. Estou aberta a correções, aliás, é pra isso que estamos aqui, não ? Para estudarmos e aprendermos um com o outro. Estou feliz de ter participado
MUITA PAZ, LUZ, SAÚDE E AMOR para todos!!
Fiquem com Deus!
ABRAÇOS do coração!
(Magna)
---
- O que seia verdadeiramente ,o casamento ,segundo a visão que a Doutrina
Espirita nos apresenta ?
R- O casamento é um compromisso de crescimento a dois ,espiritual,moral e
intelectual norumo da perfeição relativa ,onde duas pesoas que se amem e se
respeitem ,seguem juntos o caminho ,um amparando ao outro ,com
responsabilidade no compromisso que firmou na espiritualidade.


2-Quais os requisitos necessärios para que uma relação se configure
efetivamente como um casamento?
R-Duas pessoas se proporem a amar e respeitar,não só respeitar na fidelidade
,mas sim os ideais que ambos tenham para o crescimento individual de cada um
,o que acontece no casamento muito ainda hoje é um querer podar ao outro ,a
experiencia me diz que temos que lutar pelos nossos ideais ,porque quando
abrimos mão do que queremos ,passa-se os anos e ficamos frustados ,nos
anulamos e por culpa de não ter corrido atrás do que queria ,muitas vezes em
nome de não discutir e chegar a brigas ,vamos cedendo ...e tenham certeza
não vale a pena !!


3- Quais as responabilidades de um casamento implica aos conjuges ,tanto
material ,quanto moral e e espiritualmente ?
R- A reunião destes tres itens,faz com que temos um casamento equilibrado
,com mais tranquilidade para passar pelas provações ,agora a meu ver estar
espiritualmente forte e equilibrado ,passamos pelos problemas materiais e
concertamos os erros que surgem quando esquecemos da moral que Jesus nos
deixou ,nosso codigo de etica para vivermos e convivermos bem .


4- Qual a finalidade do casamento ?
R- É um crescimento a dois ,reajustando os erros do passado .

A Joanna de Angelis ,através do Divaldo ,escreve assim no livro SOS Familia:
"O lar estruturado no amor e no respeito aos direitos de seus membros é a
mola propulsionadora do progresso geral e da felicidade de cada um ,como de
todos em conjunto.
Para esse desiderato são ficados compromissos de união antes do berço
,estabelecendo-se diretrizes para a familia ,cujos membros se voltam a
reunir com finalidades especificas de recuperação espiritual e de
crescimento intelecto-moral,no rumo da perfeição relativa que todos
alcançarão." .

Como temos na sala ,pessoas de idades diferentes ,e alguns casados e outros
para casar ,deixo aqui outro texto da Joana do mesmo livro ,que acho que
ajuda muito para percebemos a crise conjugal ,antes dela crescer demais e
perdemos o controle da situação.

"Indispensavel que para o exito matrimonial sejam exercitadas singelas
diretrizes de comportamento amoroso.
Hä alguns sinais de alarme que podem informar a situaç
ão de dificuldades antes e agravar a união conjugal .
-silencios injustificäveis quando os esposos estão juntos ;
-tédio inexplicável ante a presença do companheiro ou da companheira ;
-ira disfarçada quando o consorte ou a consorte emite uma opinião ;
saturação dos temas habituais ,versados em casa ,fugindo para interminas
leituras de jornais ou inacabaveis novelas de televisão;
-irritabilidade contumaz sempre que se avizinha do lar;
-desinteresse pelos problemas do outro ;
-falta de intercambio de opiniões ;
-atritos continuos que ateiam fagulhas de irascibilidade ,capazes de
provocar incendios em forma de agressão ,desta ou daquela maneira ......
E muitos outros mais .

****
"Ë natural que ocarram desacertos .Ao invés porém de separação
,reajustamento .
"......
Se o companheiro ,se desloca ,lentamente da familia ,refaça a esposa o lar
,tentando nova formula de reconquista e tranquilidade .
Se a companheira se afasta afetuosamente pela irritação ou pelo ciume
,tolere o esposo ,conferindo-lhe confiança e renovação de ideias "
.........

Muito amor ,muita paz e principalmente muita compreensão !!!

(Maria Luiza)
---
Sou nova na sala, e gostaria de dar meu depoimento.
Tenho 38 anos e sou casada a 20 anos, tenho dois filhos um de 19 e outro de 13.
Sou uma mulher ,mãe e esposa realizada. Sempre soube do meu papel dentro do meu lar, e procurei me posicionar de uma forma amorosa e respeitosa, procurando dar sempre o melhor de mim, para que o simples fato de estar ali serivsse de alento para todos.
Meus filhos são pessoas maravilhosa, meu marido e eu procuramos manter o respeito acima de tudo, até em nossas discussões.
Acredito que o fato de nos mantermos apaidonaderrimos até hoje, tornou as coisas mais faceis, o grande RESPEITO que temos em casa um pelo outro mantém nosso lar harmonioso.
Então quando me pedem alguma receita, eu sempre digo AME acima de tudo, e depois RESPEITE, as diferenças para se ajustarem levam tempo, respeite este tempo, sem cobrança, e com paciência.

Seja feliz minha irmã.
---
O tema dessa semana é muito bom não é mesmo?:))

E é um tema que já vinhamos conversando anteriormente sobre a família, compromisso afetivo, namoro e noivado(temas que já se encontram disponibilizados(estudo, conversa e conclusão) para download no http://www.cvdee.org.br/est_educar.asp)

Participando um cadinho do tema:)

Em O Livro dos Espíritos, vemos a resposta dada à pergunta 695, de que o casamento a união permanente de dois seres é um progresso na marcha da Humanidade.

Muitas vezes ficamos nas colocações de que tem-se que exercer tais sentimentos e ações, mas na hora das turbulências, das coisas más nos esquecemos ou não sabemos como colocar isso em prática.

Assim, resolvi colocar aqui algumas colocações do Mark Merrril(tradução SergioBarros):

- "(...)Construir um casamento é similar a voar; com certeza, muitos gostariam de evitar as turbulências no casamento, mas às vezes tem que "voar através dela". O principal para "voar através da turbulência" está em aprender a resolver os conflitos e comunicar-se claramente de tal maneira que transforme qualquer turbulência em um vôo suave."

- "(...) o casamento é construído pela capacidade de duas pessoas de se ajustarem às coisas más. E dizem que existem cinco ferramentas essenciais que todo bom casamento utiliza para combater as coisas más: partilha, esperança, empatia, perdão e comprometimento."

- Três pequenas palavras que podem fazer muito pelo casamento
As três palavras são: deixa pra lá!. Isso mesmo. Deixa pra lá.
Veja, muitas vezes notamos apenas o que o nosso cônjuge faz de errado.
Começa a se tornar um péssimo hábito: procurar defeito em tudo. Na próxima vez que seu(sua) esposo(a) fizer algo do tipo se esquecer de recolher o lixo, deixar a porta da garagem aberta ou não recolher o jornal, você já sabe o que fazer: dê uma paradinha, respire fundo, morda a língua se
precisar, e deixa pra lá.

Enfim, o casamento é a formação de uma parceria, com respeito, com carinho mútuo, com a união e concentração de ambos os cônjuges para a formação do lar, com exercício da educação , da tolerância, da compreensão, dos pequenos e importantes gestos diários com que se envolve o outro em amor.

Vamos continuar a estudar juntos?:))
Um dia todinho cor e amor