Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

sábado, 23 de julho de 2016

A Lei de Amor

A Lei de Amor



O Amor resume a doutrina de Jesus inteira, visto que é o sentimento por excelência, e os sentimentos são os instintos elevados à altura do progresso feito.
Em sua origem o homem só tem instintos; quando mais avançado e corrompido, só tem sensações; quando instruído e depurado, tem sentimentos.
E o ponto delicado do sentimento é o AMOR.
Não o amor no sentido vulgar do termo, mas esse sol interior que condensa e reúne em seu ardente foco todas as aspirações e todas as revelações sobre-humanas.
A Lei de Amor substitui a personalidade pela fusão dos seres; extingue as misérias sociais.
Ditoso aquele que, ultrapassando a sua humanidade, ama com amplo amor os seu irmãos em sofrimento!
Ditoso aquele que ama, pois não conhece a miséria da alma, nem a do corpo.
Tem ligeiros os pés e vive como que transportado, fora de si mesmo.
Quando Jesus pronunciou a divina palavra - Amor, os povos sobressaltaram-se e os mártires, ébrios de esperança, desceram ao circo.
O Amor é essência divina,  e todos tem no fundo do coração, a centelha do fogo sagrado.
O Evangelho Segundo o Espiritismo

Bem meus amigos, inúmeras vezes visualizamos as pessoas afirmarem que ama excessivamente o seu próximo, quando percebemos que tal afirmativa se origina do amor entre casais ou pai, mãe e filho, etc.
Então analisemos será que esse amor dirigido apenas a um ser, não seja significado de egoísmo?
Vamos refletir profundamente...
Será que amo apenas minha mulher (namorada), marido (namorado), meus filhos, pais...
E quando vejo meu ente querido dando uma assistência para uma outra pessoa, me sinto enciumado(a)?
O Amor verdadeiro meus amigos, não há espaço para ciúmes, para concorrência...
Esse sentimento nobre quando é verdadeiro, ele vêm muitas vezes cheio de renúncia; sim, digo cheio de renúncia, pois muitas vezes uma pessoa que temos um sentimento especial em relação a ela, está vivendo em outros lugares com outras pessoas.
Eu recomendo a leitura do livro: Renúncia de Chico Xavier, onde Alcione renuncia tudo que conquistou no planos superiores para descer à Terra e vestir a veste carnal para poder auxiliar o progresso do ser que ela ama. É um livro de muito ensinamento.
Mas o Amor a que me refiro aqui, como disse inicialmente, não é aquele amor exclusivo.
Me refiro ao Amor Fraterno, esse sim é o Amor verdadeiro, sem egoísmo, orgulho, ou ciúmes, inveja.
É um Amor que nos faz crescer, que leva o progresso as massas.
Quando sentimos esse fogo divino no nosso ser, não ficamos felizes diante as desigualdades humanas que ainda prospera no nosso planeta.
Não aceitamos as coisas erradas que ocorrem, realizamos nossa reforma íntima sempre, para podermos melhorarmos como pessoas, como seres humanos.
Olhamos o nosso próximo com mais amor, mais carinho, auxiliamos uns aos outros sem esperar nada em troca.
É um sentimento maravilhoso, quando vivenciamos esse amor, percebemos que nossas dores são pequenas diante as dores dos nosso irmãos.
Não perdemos a oportunidade de fazermos o bem em momento algum.
Não vemos defeito nas pessoas que nos cercam, visto que todos estamos aqui para evoluirmos, procuraremos ver o que há de positivo em relação a esse irmão, e abafar um defeito que porventura percebermos...
É um exercício diário...
É o sentimento que Jesus veio nos ensinar há muito tempo atrás, e só agora estamos  tentando compreende-lo em todos os sentidos.
Que sentimento de Amor maior que o Cristo fez por nossa humanidade?
E a Renúncia que ele viveu para exemplificar a humildade e o Amor ao próximo para seguirmos seu exemplo?
E Chico Xavier?
Quanto amor dedicou a todos os irmãos que o procurava...
São exemplos para seguirmos, e não esquecermos nunca o que perguntaram a Jesus:
- Senhor, qual é o maior mandamento da Lei?
ele pensando, respondeu logo em seguida:
- "Amarás a Deus de todo o seu coração e o seu próximo como a si mesmo".
Então fica ai essa resposta que resume tudo o que Jesus veio nos ensinar para refletirmos sobre nossas atitudes e sentimentos.